Meu rumo sumiu!

desempreguei
0

Quero falar um pouco sobre alguns dos motivos pelos quais você não consegue encontrar seu rumo. Vou te contar também, algumas atitudes que vejo e que te sugiro não praticar (e parece que virou tendência) ao ter seu contrato (seja CLT, freela, PJ e afins) encerrado. Desemprego é um sinônimo de desocupação, logo, um desempregado seria um desocupado? Terrível não é? Inclusive, para mim, este é um termo horroroso e que deveria ser utilizado somente por pessoas que ainda não possuem o gerenciamento da sua carreira em suas mãos. Empodere-se das suas escolhas com clareza, bem planejadas, executadas e conectadas com a melhoria contínua na sua trajetória profissional e me diga se concorda comigo.

Vou começar te falando que romper laços ou finalizar ciclos, de fato, nunca serão momentos confortáveis na vida de nenhuma pessoa (independente se você o deseja muito). Às vezes, o mundo desaba, bate o desespero sobre milhões de assuntos, você se vê sozinha (o) e cheia (o) de responsabilidades para cumprir, sem saber por onde começar. Nossa, dá para escrever muito sobre o tema acolhimento pós-demissão. Contudo, meu objetivo aqui é outro! Pulando a fase do acolhimento e compreensão da situação atual, você foi convocado pela vida a se reorganizar. Estes sintomas bem comuns nos “desempregados” são também consequências da falta gerenciamento da vida. Veja, não estou escrevendo isso para sentir-se pior do que já está (se estiver) ou achar que tem “culpa” em algo.

Também te conto que a palavra crise, apesar de gerar medo, deveria te dar um gás para encerrar ciclos velhos, enferrujados e criar novas soluções. Eu quero te ajudar a se livrar da caixa e não somente sair dela. A mudança de mindset (nossa mentalidade sobre algo – forma de ver e interagir com fatos sobre a vida) deve iniciar urgentemente. Sim, estamos em uma nova Era, com diferentes formas de comunicação, relacionamento entre pessoas super diferentes, novas formas de liderar, resolver problemas, consumir coisas, ser recrutado, caminhar pelas ruas e etc. O mundo mudou tanto e você nem percebeu. Você foi levado pelo fluxo, mas algo não se encaixa perfeitamente. Ser feliz e sucesso na carreira eram (por regra) ter o celular, carro e casa pagos pela empresa ou ainda,  ser registrado em carteira e passar no mínimo 15 anos na mesma empresa. Já parou para se perguntar o que é sucesso para você em cada área da sua vida? Sim! Temos uma vida composta por áreas! E carreira é só uma delas. Convivemos com uma geração (Y e eu sou uma delas), onde as necessidades são totalmente opostas a geração X. E tudo bem! O que importa é saber o que é importante para você e o que vai te levar para o próximo passo seja ele qual for, mas que faça sentido para você! O que você precisa fazer hoje para atingir o seu próximo nível? Hum, mas se nem existe próximo nível para você, pois está vivendo em uma bolha automática sobre o que é sucesso e felicidade ao olhar da família, do outro e não a sua, como é possível agora resolver esta questão “desemprego”? Arrumando outra bolha? Fazendo o que todos estão fazendo? Reflita.

Posso citar algumas ações desastrosas que vejo diariamente os profissionais realizando quando se encontram à disposição no mercado, seja lá por qual motivo for:

1) Revoltam-se e passam a acabar com a reputação do gestor ou da empresa de forma pública;

2) Colocam a “culpa” em alguém;

3) Ao sentir-se um “merda” ele quer que os outros se sintam também e começam a falar várias asneiras aos 4 cantos do mundo sobre carreira (medo);

4) Acreditam que todos os processos do mundo são um lixo e os recrutadores são pessoas do mal;

5) Desconhecem o real significado de network e começam a ligar para várias pessoas para pedir ajuda;

6) Pedem socorro nas redes sociais, pois precisam pagar contas e etc;

7) Colocam-se à disposição para fazer qualquer coisa;

8) Entram em desespero;

9) Isolam-se do mundo;

10) Sentem-se envergonhados em expor a situação para a família;

12) Acreditam verdadeiramente que se recolocar em uma posição anterior a que ocupava é dar um passo para trás na carreira;

13) Viram especialistas em carreira e transição no mercado e passam disseminar informações não verdadeiras para centenas de pessoas;

·       E etc…

Resumindo tudo isso e muito mais (não dá para citar tudo), são pessoas que não possuem um gerenciamento de carreira (que inclusive faz parte da sua vida) ou seria um gerenciamento de vida, onde a carreira é normalmente a área que impulsiona a conquista de muitos objetivos dessa jornada maravilhosa que é a sua história? E baseado em como já dizia o gato, é fato certo de que se você não sabe para onde quer ir, sim meu amigo (a), qualquer caminho, descontrole e desesperos aparecem.

Andrea Tedesco – Founder Career Advisor e Co Founder TI Talentos & Educadora de Carreira

Deixe um comentário